voando entre o Brasil e a Espanha com a nova Ibéria

iberia

Recentemente tivemos a oportunidade de voar, mais uma vez, entre a Espanha e o Brasil com a Ibéria. O presente texto é um relato da nossa experiência em um voo de ida e volta, na classe turista.

1. A “nova” Ibéria

A companhia aérea espanhola acaba de apresentar uma reformulação dos seus serviços, com uma mudança de imagem e uma nova proposta para seus voos entre a Espanha e o Brasil. Nós, autores do Espanha Total e do passaporteBCN, quando ainda morávamos no Brasil, atravessamos o Atlântico muitas vezes a bordo de aeronaves da Ibéria, quando ainda era a única alternativa de voo direto entre Brasil e Espanha. Uma sucessão incrível de grandes pisadas na bola por parte da empresa fizeram com que a gente desse um grande tempo e passasse a utilizar os serviços da concorrente TAM.

Cientes da nova proposta da Ibéria, resolvemos voar novamente com a companhia para poder avaliar os serviços atuais e compará-los com nossa vasta experiência de voos com a Ibéria na primeira década do século XXI.

2. Compra das passagens

Compramos as passagens diretamente no site da Ibéria. O site tem um design limpo e fácil de usar, e a compra foi finalizada sem nenhum problema. Foi bastante fácil comprar uma passagem “open jaw” (quando o voo de volta começa em um aeroporto diferente do aeroporto de destino no voo de ida; entramos no Brasil pelo Rio de Janeiro e saimos por São Paulo).

Se você quiser escolher seu assento, vai ter que desembolsar uma quantia bastante salgada. Se você decidir que não quer pagar pela escolha de assento, terá que aguardar até o início do prazo para fazer o check-in online, quando a companhia designará automaticamente os assentos. Se você não gostar da localização designada, poderá pagar para mudá-los. No nosso caso, éramos dois passageiros e, tanto na ida como na volta, o sistema designou assentos nas laterais do avião. Não sentimos a necessidade de trocá-los.

Uma parte do processo de compra que não gostamos nada foi que, no momento de realizar a compra, informamos os números do nosso programa de fidelidade da American Airlines, parceira da Ibéria. Porém, quando os cartões de embarque foram generados, a informação que aparecia neles correspondia ao número do nosso programa de fidelidade da Ibéria. Basicamente, o sistema mudou nossas preferências sem que déssemos conta disso até que foi tarde demais para mudar qualquer coisa.

VOO DE IDA: MADRI – RIO DE JANEIRO

3. Web check-in

Fizemos o check-in online no computador de casa. O processo foi rápido e fácil. Imprimimos os cartões de embarque. Durante o processo do check-in online foi oferecida a posssibilidade de gerar também as etiquetas de bagagem. Aproveitamos para agilizar e imprimimos na nossa impressora (as etiquetas contém vários retângulos enormes na cor preta que fizeram um estrago danado no nível do cartucho de tinta preta da impressora). Não voltaremos a imprimir as etiquetas de bagagem em casa.

4. Check-in no aeroporto

iberia

Chegamos cedo no aeroporto. Os balcões de check-in estavam quase vazios e o processo foi rápido.

iberia

Há uma fila exclusiva, claramente identificada, para quem fez o check-in em casa, e outra para quem chega com as etiquetas de bagagem prontas. Na hora do check-in, as etiquetas de bagagem que tínhamos impresso em casa não serviram para nada, a Ibéria estava sem as capinhas que servem para guardar as etiquetas. A atendente do check-in imprimiu as etiquetas de bagagem tradicionais. No aeroporto de Madri Barajas a Ibéria conta com vários tótens onde é possível imprimir tanto os cartões de embarque como as etiquetas de bagagem.

5. Embarque

A fase prévia ao começo do voo foi complicada. Tudo lembrava a “velha” Ibéria. O voo estava atrassado, ninguém sabia informar nem a razão nem o horário de saída. O portão de embarque foi mudado e o embarque foi caótico, sem respeitar fileiras.

iberia

A aeronave estava estacionada no pátio e foi preciso chegar nela de ônibus. Era um dia muito quente em Madri e o ônibus não estava com o ar condicionado ligado.

Quando chegamos ao pé da aeronave e descobrimos que era um Airbus “antigo”, soubemos imediatamente que não seria na viagem de ida que iríamos entrar em contato com a “nova” Ibéria.

6. “Velha” Iberia

iberia

Logo depois de entrar no avião vimos uma paisagem familiar de assentos sem tela de entretenimento individual e uma tela grande na parte diantera da classe turista.

iberia

7. O voo

Para sermos justos, na hora que sentamos nos assentos reparamos que o conforto deles é superior ao encontrado em aeronaves de concorrentes diretos da Ibéria, como a Air Europa.

A tripulação recebeu os passageiros de forma amigável, e o atendimento continuou simpático durante o voo todo. Ninguém pediu desculpas em momento nenhum pelo atrasso na saída do voo, nem informaram sobre o novo horário de chegada no Rio (o atrasso fez com que tivéssemos que cancelar um encontro já agendado para aquela tarde). Nova Ibéria versus velha Ibéria.

iberia

Pouco depois de decolar foi entregue um saquinho com fones de ouvido, uma cortesia da companhia aérea. A Ibéria não entrega nenhumo outro tipo de mimo para os passageiros, nem uma escovinha e um tubinho de pasta de dentes tão convenientes.

iberia

Não sabemos qual foi a razão, mas a aeronave não seguiu a rota habitual, indicada no mapa, que passa por cima das Ilhas Canárias. A descida até o hemisfério sul foi realizada por dentro de Marrocos, atravesando o deserto do Sahara e saindo no Atlântico na altura de Senegal. Gostamos muito das vistas do deserto.

iberia

iberia

Ao se tratar de um voo diurno, foi servido um almoço horas depois da decolagem. Como vem acontecendo com outras companhias aéreas, os mimos nas refeições foram sumindo das bandejas. Mesmo assim, a Ibéria mantém um bom nível, sem chegar ao luxo das companhias asiáticas, mas acima de várias concorrentes. A refeição pode ser acompanhada por bebidas, incluindo vinho e cerveja.

iberia

Na metade da tarde foi oferecido um pequeno sanduíche e uma bebida.

iberia

Pouco antes da chegada no Rio foi oferecido um lanche frio.

VOO DE VOLTA: SÃO PAULO/GUARULHOS – MADRID/BARAJAS

8. Web check-in

Na volta aproveitamos para fazer o check-in online de novo, sem problema nenhum. Resolvemos não imprimir as etiquetas de bagagem.

9. Check-in no aeroporto

iberia

A Ibéria opera no novo T3 do aeroporto de Guarulhos (apesar do cartão de embarque informar o terminal incorreto). O processo de check-in foi muito tranquilo. Chegamos com bastante antecedência e quase não encontramos filas.

10. Embarque

A saída do voo foi pontual. O processo de embarque foi um modelo de como dá para organizar um embarque de forma eficiente. Os passageiros ficaram agrupados em filas de acordo com a letra indicada no cartão de embarque e o processo transcorreu de forma tranquila e muito organizada. Gostaríamos de ter visto um esquema parecido em Madri.

Embarcamos através de um finger. Enquanto nos aproximavamos do avião conseguimos ver a nova identidade visual da Ibéria pintada no avião (era noite, não tiramos fotos) e imaginamos que finalmente íamos ter a chance de testar a “nova” Ibéria. Acertamos em cheio!

11. “Nova” Iberia

iberia

O Airbus que levou a gente de volta para a Espanha estava equipado com a nova configuração de assentos. Cada assento conta agora com sistema de entretenimento individual. Beleza! Assentos confortáveis (para o padrão da econômica) e entretenimento individual, a nova Ibéria é um belo upgrade!

iberia

A tela está equipada com uma porta USB. Também existe uma tomada de corrente na parte inferior do assento. Porém, não conseguimos carregar nossos dispositivos utilizando as tomadas.

iberia

O sistema de entretenimento da Ibéria é bastante completo e conta com centenas de filmes, incluindo uma boa seleção de filmes de estreia recente.

iberia

Como foi um voo noturno, foi servido um jantar logo depois de decolar e um café da manhã antes da chegada em Madri.

12. O melhor e o não tão bom

O melhor dos dois voos que realizamos recentemente com a Ibéria foi:

  • ter tido a chance de fazer a compra e o check-in online utilizando um sistema bem desenhado e fácil de usar.
  • ter feito o check-in da bagagem tranquilamente nos dois aeroportos que usamos na viagem.
  • voar nos aviões da Ibéria reformados e equipados com entretenimento individual.
  • utilizar assentos com um conforto parecido ao de alguns concorrentes (TAM/Latam) e muito superior ao de outros (Air Europa).
  • ter comprovado uma melhora no atendimento por parte dos funcionários da Ibéria, sem aquelas caras feias e respostas atravessadas tão habituais no passado.

O não tão ótimo da experiência foi:

  • comprar a “nova” Ibéria mas não saber se você vai voar em uma aeronave da “velha” Ibéria.
  • os pequenos detalhes (erro na atribuição das milhas, embarque caótico em Madri, não esclarecer nem pedir desculpas pelo atrasso).

CONCLUSÃO

Não achamos justo avaliar uma companhia aérea a partir de dois únicos voos. Porém, é possível transmitir as sensações que tivemos depois do recente contato com o novo produto da Ibéria, especialmente considerando que já fomos usuários frequentes da velha Ibéria.

No lado negativo, achamos muito arriscado investir em márketing para vender um produto “novo” quando existem muitas chances de que o cliente acabe usando o produto “antigo”. Gostamos muito da nova Ibéria, mas sempre salientando que a experiência voando Ibéria vai depender muito do tipo de aeronave.

No lado positivo, vamos repetir de novo, gostamos bastante da nova Ibéria. Seus preços na rota Espanha-Brasil são competitivos (considerando especialmente os preços praticados ultimamente pela TAM) e a companhia espanhola volta a ser uma das nossas escolhas preferidas para atravessar o Atlântico.

VEJA TAMBÉM: voando entre o Brasil e a Espanha com a LATAM e voando entre o Brasil e a Espanha com a TAP.

————————————————
Nota: esta é uma avaliação do que foi nossa experiência recente voando com a Ibéria. Fizemos os voos de forma anônima e pagando as passagens de nosso bolso. Estamos publicando esta mesma avaliação no nosso De viaje a Brasil.

16 comentários em “voando entre o Brasil e a Espanha com a nova Ibéria”

  1. Avatar

    Nós voamos pela Iberia em abril deste ano e conseguimos os novos aviões tanto na ida quanto na volta. Fizemos o check in on line com as etiquetas e conseguimos as capinhas de plástico para elas. Os dois voos foram pontuais. Realmente notamos a melhoras principalmente na simpatia da tripulação (ainda racho o bico quando elas passam oferecendo tê, tê, tê hehehehe) inclusive falando algumas palavras em português (frango e chá). A Iberia está mais barata que a TAM e por isso acredito que está trazendo de volta alguns clientes antigos. Espero vê-los em breve, seja de Iberia ou de TAM. ☺

    1. Avatar

      Prezada Adriana, muito obrigado por ter compartilhado sua experiência com a Ibéria. Que ótimo que vocês pegaram aeronaves novas tanto na ida como na volta. Os preços da TAM estão um absurdo mesmo. Beijos!

  2. Avatar

    Acabei de voar pela Ibéria. Não tive nenhum problema. Os vôos foram pontuais. Fiz check in on line. Não paguei para marcar assentos e fui ao lado do meu marido tanto na ida como na volta. Reparei que isso não aconteceu com outros passageiros. Imagino que provavelmente por não terem feito o check in com antecedência. Não tive problema com bagagem. Inclusive, na volta, eu despachei uma bicicleta na caixa e chegou no Brasil sem qualquer avaria. O serviço de bordo foi bom, considerando o valor da passagem. Na ida, o avião era antigo. Como o vôo era noturno, não senti tanto a falta da tela de entretenimento. Na volta, o avião era novo. Como se tratava de vôo diurno, a tela de entretenimento foi essencial para tornar a viagem menos desgastante. No geral, achei o custo x benefício muito bom e, com certeza, voltaria a voar pela Ibéria.

  3. Avatar

    Acredito que é so olhar qual airbus vai ser antes de comprar, vocês olharam? acho muito dificil eles trocarem, o novo é o A330-200, os outros todos são antigos!

  4. Avatar

    Fis uma viagem para espsnha fui no aviao da IBERIA era o meu primeiro vol foi muito comfortavel fiz esta viagem em feverreiro deste ano e faria outra viagem pela IBERIA se fosse possivel gostei demais fui bem tratada pelas comiçarias de bordo foi muito bom obrigada

  5. Avatar

    Muito esclarecedor o seu post. Estou indo em março com meu marido passar lua de mel, o que me pegou desprevenida foi essa taxa para reservar os assentos, fiquei bem assustada com o valor de 146,86 BRL por assento escolhido. Gostaria de saber se essa escolha aleatória de lugar eles mantem as passagens que foram compradas juntas próximas no avião, ou se vai cada um pra um canto. Obrigada.

    1. Avatar

      Prezada Nathalia, nas tarifas mais baratas, muitas companhias aéreas estão começando a cobrar por serviços que antes eram oferecidos gratuitamente. Nunca pagamos pela marcação de assento e sempre fomos colocados em assentos um do lado do outro. Abraço.

  6. Avatar

    gostaria de saber se alguém tem experiencia em voar na iberia saindo do galeão.voo rio-madrid.os aviões são antigos?viajo com crianças ,então o entretenimento faz falta…rsrsrs

    1. Avatar

      O texto acima relata um voo Madri-Rio. Na época, os aviões ainda não tinham sido modernizados. Um bom agente de viagens deve poder informar sobre a configuração exata das aeronaves voando a rota Rio-Madri atualmente.

  7. Avatar

    Boa note.. Irei fazer uma viagem Rio/Madri – Madri/porto -Portugal…em setembro agora,,…. e gostaria de obter maiores informações sobre aeronave, se são novas ou antigas, o que oferecem etc….poderiam me passar essas informações….obrigado desde já agradeço pela atenção…no aguardo

    1. Avatar

      Simone, quem vai poder repassar essas informações para você é um bom agente de viagens. Aqui unicamente relatamos nossa experiência de dois voos com a “nova” Ibéria. Não contamos com nenhum canal de comunicação com a empresa.

  8. Avatar

    Boa tarde
    Obrigada a todos pelas informações passadas,foram muito úteis para nós,viajaremos em agosto,esperamos viajar em aeronaves novas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *