quanto vou gastar na Espanha?

Madrid

Calcular corretamente o orçamento da próxima viagem é um assunto muito importante para a maioria dos viajantes. Quanto vou gastar na Espanha é uma pergunta que precisa ser respondida antes de começar a viagem. O seguinte texto tenta ajudar você com essa dúvida.

Querer saber quanto vai ser gasto em uma viagem à Espanha é algo muito razoável. O problema é que aqui no Espanha Total não temos como dar uma resposta responsável a essa pergunta. Há muitos tipos de viajantes e cada um deles emprega seu dinheiro de formas muito diferentes. Não é possível falar em um viajante “padrão” com quem a maioria possa se identificar.

Veja bem, nós também temos dificuldade para calcular com exatidão quanto vamos gastar nas nossas viagens pela Espanha. Conseguimos fazer um cálculo aproximado, que pode ser superado ou deixar margem para algum extra. Mesmo conhecendo bem a Espanha, não conseguimos encontrar uma resposta precisa para a pergunta, como poderíamos realizar esse cálculo para pessoas que nem conhecemos?

Vamos dar dois exemplos que são fáceis de entender: no quesito alimentação, há quem sobrevive com um simples sandubinha comprado no supermercado e uma garrafinha de água ou refresco. E há quem precisa de um bom restaurante para fazer uma refeição completa acompanhada de um vinho de qualidade. No quesito compras, há quem viaja e não compra nada, e há quem considera as compras como uma parte muito importante da viagem.

Nossa contribuição aqui no Espanha Total são algumas orientações muito básicas para que, a partir delas, você consiga calcular quanto poderá necessitar em sua viagem e estadia na Espanha.

  1. Hospedagem. O habitual é que a parte da hospedagem já tenha sido resolvida antes de começar a viagem. Por isso, vai resultar fácil calcular a despesa envolvida.
  2. Transporte. Você precisa calcular o custo de se locomover entre os diferentes destinos que você vai visitar na Espanha, por um lado, e o custo do transporte local, por outro. No texto como se locomover você acha as informações básicas sobre as viagens de uma parte a outra da Espanha. As cidades costumam ser bastante compactas e, com a exceção de Madri e Barcelona, você vai acabar percorrendo a pé a maioria das cidades.
  3. Atrações turísticas. As atrações são outra parte muito importante do orçamento para quem viaja para qualquer lugar do mundo. Faça uma lista dos destaques turísticos mais importantes que você está querendo conhecer e entre nos sites de cada um para descobrir os valores atualizados dos ingressos. Se não estiver conseguindo achar algum valor, pergunte para a gente!
  4. Alimentação. É difícil dar regras gerais sendo que as exigências de cada pessoa na hora de escolher como e onde se alimentar são muito diferentes umas das outras. Por valores entre 8€ e 30€, por pessoa, é possível almoçar na maioria dos restaurantes da Espanha, escolhendo a opção do menu del dia (no passaporte BCN publicamos um texto sobre os restaurantes em Barcelona que é válido também para outros destinos na Espanha. Veja restaurantes: manual de uso). O valor das refeiçoes na hora do jantar costuma ser mais alto e pode ser calculado com um valor entre 50% a 100% superior ao valor de um almoço. O Ricardo Freire tem um texto excelente no seu Viaje na Viagem sobre as dificuldades de responder a perguntas relacionadas com o custo da alimentação numa viagem, ao mesmo tempo que fornece várias dicas muito boas. Leia também o texto quanto vou gastar em alimentação do Ricardo Freire, com dicas que são válidas para a Espanha também.

Da soma dos cinco items acima sairá o valor da maioria das despesas que você vai fazer na sua viagem. Agora é só acrescentar uma estimativa de quanto você pretende gastar em compras.

Não deixe de ler o texto 10 dicas para economizar na sua viagem à Espanha!

7 comentários em “quanto vou gastar na Espanha?”

  1. Avatar

    Tony, vou deixar o comentário aqui porque pode ser útil para outros leitores. Eu consegui entrada gratuita com a Carteira Mundial do Professor (ITIC) nas seguintes atrações: Palácio Real (Madrid), Museu Reina Sofia (Madrid), Museu do Prado (Madrid) e MNAC (Barcelona). No site da Carteira Mundial do Estudante há mais informações sobre os estabelecimentos que dão descontos para professores lá fora. Mas o meu conselho é levar a carteira pra todos os lugares que for visitar e mostrá-la antes de comprar os ingressos. Atualmente a taxa da carteirinha é de R$ 35.

      1. Avatar

        Tony, inicialmente eu tinha pensado em apresentar somente o contracheque. Mas aí como eu já tinha usado a Carteira Mundial do Estudante na Espanha há mais de 10 anos atrás já sabia que as carteiras do ISIC e ITIC são muito bem aceitas lá fora. Mesmo tendo um gasto para fazê-la, acho que compensa. Eu levei o contracheque também, mas nunca me pediram. Bjs

  2. Avatar

    Realmente essa é uma das questões mais difíceis de se responder quando nos perguntam sobre um orçamento para a viagem. Geralmente adoto responder com minhas experiências de gastos, que não se reproduzem para todos.Mas, chamando a atenção para esse fato, costumo dizer que no nosso caso, casal maduro, utilizando hotéis Ibis, alguns Mercure e Tryp, sem uso de taxis a não ser os indispensáveis e priorizando o transporte público, uma base de Euro 300,00/dia/casal é uma boa referência. Deixo claro que aí não se incluem as passagens internacionais e nem as compras, pois depende de cada um. Importante, costumamos viajar em baixa estação.

    1. Avatar

      Muito obrigado por compartilhar sua experiência, Antonio. Como você falou, a média de gastos de um casal pode ser muito diferente da meia de gastos de outro casal, mesmo na mesma faixa etária. Abraço.

  3. Avatar

    Tony, boa noite.
    Sabemos que a imigração exige 65 euros/dia por tempo de permanência na Europa. No meu caso que já vou com transporte local e hospedagens pagas, esse valor continua o mesmo ou é abatido? Falo isso porque meu gasto com alimentação é pouco. Sou daqueles que se satisfaz com sanduíche e fast food. Por isso acredito ser um valor alto só para alimentação.
    Aproveitando gostaria de saber se Madri é uma boa opção no verão? Vou em agosto, ficarei 3 dias, e em seguida vou para Barcelona. Meu intuito é agito, balada, curtir… ouço falar muito de Barcelona e Ibiza nesse sentido, mas pouco de Madri. Imagino que todos vão para o litoral e a cidade acaba “vazia”, restando apenas passeios culturais que não é meu foco. Poderia me ajudar?

    1. Avatar

      Bom dia, Alisson, já imaginou se cada um interpretasse as leis do jeito mais conveniente para eles? Veja, por exemplo, que você está falando em visitar um dos destinos mais absurdamente caros da Espanha no mês de agosto, Ibiza. Se a interpretação da regra for flexível, o oficial de imigração poderia chegar a pedir um valor ainda mais alto! A norma é clara, se você não quiser ter problemas na imigração, é só cumprí-las. Aproveite o texto Madri em agosto para deixar sua consulta sobre o assunto. Abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *